Eficiência
A tecnologia como facilitadora da gestão de produção em fábricas

A tecnologia como facilitadora da gestão de produção em fábricas

Entenda a importância de uma gestão de produção eficiente nas fábricas e saiba como a tecnologia pode otimizar essa demanda nas fábricas!

 

Desenvolver uma boa gestão de produção nas fábricas requer uma série de ações. O gestor precisa organizar as atividades da empresa em três pilares principais: planejamento, controle e monitoramento — tudo com o objetivo de aproveitar os recursos com a máxima eficiência.

Primeiramente, é necessário elaborar um planejamento completo, envolvendo pessoas, materiais e tecnologias. Na sequência, deve-se realizar o controle e o monitoramento desses processos para identificar e corrigir eventuais problemas.

Graças à inserção da tecnologia nessas etapas, a produtividade aumenta e os custos caem drasticamente. Entretanto, isso só se concretiza quando a gestão de produção é eficiente.

Neste artigo, você compreenderá as aplicações da tecnologia na gestão de produção e como ela melhora a manufatura! Veja:

Como a tecnologia influencia a gestão de produção

Entre todas as funções de um gestor de produção, deve-se destacar a escolha de equipamentos e tecnologias que atendam às demandas produtivas da empresa.

Cada vez mais comum no dia a dia dos negócios, a tecnologia pode trazer ganhos para a produtividade e eliminar gargalos de produção decorrentes das atividades manuais. É exatamente por isso que a tecnologia na gestão de produção é uma tendência que veio para ficar nas fábricas.

Atualmente, boa parte das fábricas pelo mundo possui manufatura avançada ou nos parâmetros da indústria 4.0. Tais indústrias adotam a tecnologia e seus benefícios para acelerar processos, melhorar o monitoramento e otimizar a gestão de produção. Isso só é possível por meio de ferramentas tecnológicas que se misturam aos processos da manufatura, criando resultados melhores.

Nos EUA, o uso da tecnologia na manufatura vem provocando um grande impacto econômico. De acordo com artigo do economista N. Gregory Mankiw no New York Times, o mercado está crescendo com uma produção 47% maior do que há 20 anos.

Esse impressionante aumento ocorreu por causa da introdução da tecnologia na manufatura. Além disso, os empregos na área vêm caindo, mostrando um crescimento na produtividade que elimina a necessidade de muitas atividades manuais.

E as novas tecnologias?

Um dos fatores que faz a produtividade aumentar é o uso da robótica e da Inteligência Artificial (IA) que, em alguns casos, podem substituir ou amparar a mão de obra humana. Inicialmente, isso só era possível para tarefas menos detalhadas e repetitivas, mas, aos poucos, a tecnologia supera suas próprias limitações.

A automação de processos é outra tendência aliada à robótica e à Inteligência Artificial. O uso de sensores faz com que processos consigam se autorregular e coletar dados importantes sobre a produção. A automação melhora processos de prensa, processamento a laser e até a criação de protótipos industriais.

Com um emprego mais robusto de tecnologia, a quantidade de dados aumenta. Assim, a gestão de produção consegue monitorar processos mais de perto e identificar possíveis falhas. Uma quantidade maior de dados também gera insights valiosos para o operador, que implica em aumento de produtividade.

Também é possível adicionar a tecnologia CAD/CAM aos fatores já mencionados. Essa nova tecnologia de desenho assistido por computador (CAD) e manufatura assistida por computador (CAM) simplifica processos e elimina etapas. Por meio deles, o operador consegue criar um protótipo digital e enviá-lo para a manufatura, pulando etapas do desenvolvimento que gastariam muito tempo.

A influência da infraestrutura na gestão de produção

Para conseguir utilizar as soluções tecnológicas, é preciso contar com equipamentos de alta resistência e poder de processamento. Computadores com hardware e software inferior podem influenciar negativamente os processos produtivos e, geralmente, não têm a capacidade de analisar a quantidade de dados gerados.

Por isso, é importante escolher equipamentos com alta performance e que se adequem às necessidades da sua empresa. É exatamente isso que a Lenovo busca oferecer com seus notebooks exclusivos para a área industrial!

Soluções Lenovo na área de manufatura

Os notebooks ThinkPad Série E são a recomendação ideal para engenheiros, arquitetos, designers e outros profissionais da área. A série E garante qualidade e segurança para o seu negócio com o melhor custo-benefício.

Essa linha conta com um processamento de alta velocidade, oferecendo desempenho e suporte para softwares como CAD/CAM. A combinação entre processadores Intel® de última geração e placas gráficas dedicadas proporciona tudo que um profissional precisa para elevar sua produtividade no trabalho.

Além disso, esses notebooks também são extremamente resistentes e duráveis: eles passam por testes rigorosos de pressão, temperatura, umidade, vibração, poeira e outros. Tudo isso sendo uma opção portátil e leve, pronta para os negócios.

Muito além da gestão de produção, a tecnologia (aliada aos equipamentos certos) é capaz de impactar vários outros processos. Não acredita? Veja como a Lenovo ajudou a construir negócios revolucionários com suas soluções!