Eficiência
Prioridades de investimento em tecnologia para bancos e empresas de serviços financeiros

Prioridades de investimento em tecnologia para bancos e empresas de serviços financeiros

A Transformação Digital revolucionou todas as esferas das relações humanas, inclusive o mundo corporativo.

 

Bancos e empresas de serviços financeiros também foram influenciados pelo investimento em tecnologia da nova era. Afinal, a interação com os seus clientes também aderiu a essa revolução cibernética.

Agora, o futuro dessas instituições de serviços financeiros depende de três elementos chave, que devem ser prioridade na tomada de decisões:

  • Adequar os dispositivos eletrônicos de maneira a potencializar o desempenho de seu colaborador, atendendo às demandas dos clientes com maior eficácia e rapidez.

  • Adotar estratégias analíticas a partir de métricas e alto volume de dados.

  • Incorporar as soluções de armazenamento em nuvem para redução de custos operacionais.

Para o êxito dessas operações, o investimento em tecnologia tem um papel substancial. Veja só:

Investimento em tecnologia no mercado financeiro

1. Análise comportamental

Segurança sempre será uma das principais preocupações das instituições financeiras. O futuro dessas entidades está sendo impactado pelas tecnologias e pela Inteligência Artificial, que oferece recursos avançados para garantir a segurança em redes de computadores corporativos.

Para combater e prevenir fraudes e inconformidades, 15% dos bancos usufruirão da análise comportamental através de dispositivos cibernéticos.

2. Impulsionar a interação do cliente em chat ao vivo

Bombardear o cliente com propagandas e interrupções nos canais de comunicação é uma boa estratégia de marketing. Atualmente, o cliente pode ajudar significativamente na imagem da empresa diante do público geral.

Isso se deve ao fato de que as mídias sociais deram voz ativa a esses clientes, que podem manifestar sua insatisfação, podendo influenciar outros consumidores. Assim, as centrais de atendimento passaram a se tornar quase obsoletas, afinal, o cliente pode unir a praticidade e comodidade das tecnologias e resolver qualquer imprevisto em alguns cliques, do sofá de casa.

Os consumidores, atualmente, preferem interações online do que as chamadas convencionais. Por isso, integrar todos os canais de comunicação fizeram parte das estratégias online de 20% dos bancos.

3. Pagamentos móveis usando NFC

NFC, uma sigla para Near Field Communication, ou ainda, a Comunicação por campo de proximidade, é uma tecnologia que possibilita o câmbio de informações, ou seja, uma comunicação de dados entre dispositivos sem fio.

Essa engenharia foi capaz de transformar a dinâmica da realização dos pagamentos, que sempre foi prioritariamente presencial, mas, com o advento dessas tecnologias, surgiu a possibilidade da execução em formato móvel.

Isso pode ser explicado também pelo fato de que a segurança em redes de computadores foi aprimorada com o desenvolvimento de  equipamentos com alta performance.

Estima-se um aumento de 35% nos pagamentos móveis mundiais usando NFC até o final de 2018.

4. Internet das Coisas

Se ainda não conhece a IoT (Internet of Things, traduzido como a Internet das Coisas), saiba que ela representa uma das maiores revoluções tecnológicas, pois tem como objetivo desenvolver uma rede de dispositivos eletrônicos e digitais conectados com uma central de computadores capaz de unificar os dados de todos esses aparelhos.

O setor de seguros, por exemplo, foi influenciado pela tecnologia para gerar novas oportunidades de negócio, com o uso do seguro sob medida, o UBI (Usage Based Insurance), haverá um aumento nos investimentos de 15% para a habilitação da IoT até 2019.

Analisar os dados dos usuários pode ser uma ótima oportunidade de acompanhar as mudanças das necessidades e anseios do consumidor, e assim, combater a concorrência.

5. Automação do processo cognitivo e robótico

Até 2020, 50% dos bancos em todo o mundo enfrentarão algum entrave no uso das tecnologias, incluindo no processo cognitivo e robótico e em soluções como o Blockchain, que visa descentralizar os dados e criar uma rede de compartilhamento de dados dentro de um mesmo nicho entre diferentes instituições.

Essas novas demandas em relação à segurança em redes de computadores são reflexo de uma acelerada Transformação Digital, que avançará em torno de 30% rumo à automação robótica.

Lembre-se de continuar acompanhando as novas tendências de TI para realizar um investimento em tecnologia capaz de atender a todas as suas necessidades!

A Lenovo possui uma vasta linha de notebooks corporativos com as configurações ideais para uma estratégia que contemple segurança, conectividade e alta performance. Saiba mais aqui.