Big Data
Mineração de dados e big data na indústria do entretenimento

Mineração de dados e big data na indústria do entretenimento

Na era da Transformação Digital, o novo desafio das empresas é analisar o grande volume de valiosas informações dos usuários. Veja como!

 

Antes, durante e após o processo de compra o cliente entra em contato com a empresa de diversas maneiras. Redes sociais, aplicativos, sites de compra, plataformas, sites de streaming… Cada um deles recolhe dados diariamente de centenas de pessoas.

Esses são seus usuários, clientes e as informações sobre eles são — ou deveriam ser — consideradas valiosas para a empresa. É exatamente aí que a mineração de dados e o Big Data atuam.

Para conseguir extrair esses dados, existe um conjunto de técnicas conhecidas como mineração de dados. Ao utilizá-las, empresas têm acesso ao Big Data, bases de dados imensas com informações ultra importantes.

Usar tais informações para tomar decisões estratégicas e orientar o sucesso empresarial é uma forte tendência na era da Transformação Digital. Depois dessas decisões, é possível se aproximar do público-alvo, aumentando sua fidelidade e até as vendas. Como você perceberá, a indústria do entretenimento pode ser especialmente favorecida. Veja a seguir!

Como a mineração de dados e o Big Data beneficiam empresas de entretenimento

Usar tecnologia nas empresas para coletar dados do público é extremamente vantajoso. Algumas empresas, como a Netflix, utilizam suas informações para oferecer experiências personalizadas para o usuário e decidir quais são as melhores formas de investir. A análise de Big Data ajuda a determinar fatores que fazem de cada série um sucesso.

1. Personalizar conteúdos

Alguns algoritmos sofisticados conseguem coletar informações das mais variadas origens. No caso da Netflix, essas informações incluem tempo assistindo uma série, quanto demorou para terminá-la, quantidade de pessoas que desistiram, entre outros.

Os softwares de mineração de dados segmentam as informações para analisar a probabilidade de ocorrência de eventos futuros. Voltando ao exemplo da Netflix, a intenção é descobrir se a possibilidade de uma série ter sucesso é alta. Por enquanto, o resultado tem sido muito positivo.

2. Relacionar conteúdos

O foco em grandes conjuntos e bancos de dados ajuda também a identificar combinações que ocorrem com frequência. Grandes lojas, como a Amazon, já usam essa ferramenta há tempos para oferecer aos clientes produtos que talvez os interessem.

Um bom exemplo do seu uso para o entretenimento está no YouTube. Ele utiliza dados dos usuários para criar regras de associação e determinar quais vídeos interessam mais a cada pessoa. O resultado é uma tela inicial personalizada e sugestões de vídeos diferenciadas para cada um. Como resultado, o usuário tende a continuar assistindo por muito mais tempo.

3. Vendas e monetização

Os insights fornecidos pela análise de Big Data ajudam a compreender o comportamento do público. Quer saber por que clientes estão cancelando seu serviço? A análise consegue mostrar e também ajudar a entender quais motivos fizeram-no fechar a assinatura.

As possibilidades para monetização de conteúdo também melhoram. Com base nos dados, é possível prever e compreender o comportamento da audiência. Em outras palavras, não é necessário encher os vídeos ou conteúdos de propagandas que não estão relacionadas ao público. A análise pode revelar produtos que têm altas chances de atrair quem assiste e melhorar os negócios para os anunciantes e a empresa.

Como a Lenovo pode ajudar a indústria do entretenimento

Gostou das soluções oferecidas pela mineração de dados e Big Data para a indústria de entretenimento? Ótimo!

Está no caminho para crescer e se conectar com seu público de maneira mais personalizada e interessante.  Mas lembre-se que ainda é preciso investir em uma boa infraestrutura para utilizar os softwares de análise de dados.

A Lenovo é um parceiro diferente, que ajuda empresas a se desenvolverem no meio digital e otimizarem sua infraestrutura de TI. No caso das empresas do ramo do entretenimento, isso significa criar conteúdos de maneira prática com tecnologia acessível e de alta qualidade.

O uso de processadores de última geração deixa seus dispositivos com o melhor desempenho possível para atender a todas as necessidades da empresa. Nesse sentido, os computadores completos ThinkCentre Série M são uma ótima escolha.

Esses desktops corporativos proporcionam performance e produtividade na medida certa, permitindo que a equipe de TI foque no que realmente importa para o negócio. A série é conhecida por seu alto poder de processamento e estabilidade e por seus desktops compactos, que consomem pouca energia e ocupam menos espaço.

Para profissionais da área de entretenimento, os PCs ThinkCentre oferecem ótimas tecnologias de desempenho, armazenamento e segurança. Além de estarem preparados para grandes cargas de trabalho e informações, eles garantem agilidade e responsividade na manipulação de grandes arquivos, vídeos e imagens.

Agora você conhece os ganhos que pode obter com a mineração de dados e o Big Data. Visite a página da Lenovo para PMEs e faça contato. Podemos ajudá-lo!