Mobilidade
Entenda os prós e contras do BYOD para pequenas empresas

Entenda os prós e contras do BYOD para pequenas empresas

Entenda o que é o BYOD e como essa estratégia digital está mudando o dia a dia das pequenas e médias empresas!

 

O termo BYOD (ou bring your own device, em inglês) pode ser traduzido como “traga o seu próprio aparelho”. Basicamente, o sentido é esse mesmo: os funcionários de uma empresa passam a trabalhar com os próprios aparelhos eletrônicos.

O BYOD representa, então, uma nova forma de organizar a infraestrutura de TI de uma empresa. Ele se desenvolveu com as novas dinâmicas corporativas desencadeadas pela Transformação Digital.

Essa mudança pode reduzir custos da empresa, otimizar a experiência dos colaboradores e deve atingir uma taxa anual de crescimento de até 24% nos próximos cinco anos, segundo o relatório “Global BYOD e Mercado de Mobilidade Empresarial 2017-2021". A análise também mostra que o método deve ser tornar uma tendência para PMEs.

Vantagens do BYOD

Dentre os principais benefícios dessa prática, o que mais se destaca é o aspecto financeiro.

Os custos de gestão diminuem significativamente, pois custos com trocas de equipamentos e com a conexão em ambientes externos ao corporativo podem ser reduzidos, ou até eliminados. Existem outras vantagens. Veja:

Ganhos em eficiência operacional

A possibilidade de personalizar a estrutura de acordo com as necessidades do usuário costuma ter impacto no desempenho profissional. Toda e qualquer preferência do funcionário deve ser considerada, inclusive para novas decisões no ambiente de trabalho das pequenas e médias empresas.

A Microsoft é um case de sucesso nesse sentido: a empresa espera que o BYOD possa reduzir em até 50% o número de equipamentos dependentes de fio.

A estimativa é que o acesso às infraestrutura de redes seja intermediado quase integralmente pela tecnologia wireless. Por isso, a estratégia foi conciliada com o cloud computing e se aproxima dos 90% de uso da nuvem na Microsoft.

Cabe ressaltar que toda essa flexibilidade oferecida aos funcionários tem por objetivo aprimorar a eficiência operacional, trazer mais produtividade para o colaborador e, por fim, reduzir custos.

Desvantagens do BYOD

Embora resolva demandas muito pertinentes a uma empresa, seja ela de pequeno ou grande porte, o BYOD pode trazer outras consequências.

Elas podem ser percebidas quando a empresa toma algumas precauções e, nesse caso, segurança é um item primordial. Falaremos mais sobre as desvantagens do uso do BYOD a seguir:

Investimentos em segurança

As políticas de privacidade e segurança devem estar alinhadas aos recursos tecnológicos. Portanto, é preciso utilizar o armazenamento em nuvem e VPNs, com o objetivo de impedir qualquer falha, como o vazamento de dados, por exemplo.

Neste caso, é possível estabelecer via contrato algumas cláusulas e regras. Caso necessário, é importante adequar à alguma especificidade.

Assim como o BYOD, os wearables (as “tecnologias vestíveis”) oferecem alguns riscos em relação à proteção dos dados internos. Isso porque eles são projetados para se conectar com as redes disponíveis automaticamente e geralmente não possuem segurança interna.

Experiência do usuário

Além dos cuidados necessários com segurança, é preciso que a aceitação dos usuários seja positiva em relação à escolha. A mudança não pode implicar uma carga maior de responsabilidade para o colaborador.

Por outro lado, a experiência do usuário deve estar alinhada ao uso consciente. Ou seja, o profissional deve ter ciência dos sinais de alerta de vírus e deve saber identificar um site falso, por exemplo.

O BYOD e as PMES

As pequenas e médias empresas devem analisar atentamente se a adoção dessa estratégia vai agregar ao posicionamento da marca no mercado.

Preservar os dados privados por meio de normas de privacidade é uma garantia de que as informações não caiam em mãos erradas. Normalmente, equipamentos pessoais têm aplicativos e sistemas operacionais distintos um dos outros. Por isso, é necessário manter os softwares e firmwares atualizados para se prevenir dos ataques virtuais.

Além de proteger os equipamentos, é necessário proteger a rede a fim de monitorar as atividades estranhas, como o acesso de um endereço de IP diferente.

Algumas PMEs descobriram que os benefícios do uso de BYOD podem superar os riscos quando a aplicação ocorre da maneira correta e com políticas de uso bem esclarecidas para os funcionários. Estude essa possibilidade para a sua empresa.

Quer saber mais sobre tendências tecnológicas nas empresas? Confira mais artigos na página da Lenovo para PMEs!