Finding a Needle in a Stack of Needles: Tech that can Help you Find Customers

Encontrando uma agulha em um palheiro: a tecnologia que pode ajudar você a encontrar clientes

Não importa quão bom seja um produto ou serviço, sem clientes, um negócio irá fracassar. Essa é a razão pela qual os donos de empresas ficam acordados à noite tentando descobrir como encontrar, engajar e conquistar mais clientes..

No passado, lançar uma grande, mas passiva iniciativa de marketing e esperar que ela atraísse o público certo era o melhor que você podia fazer. Buscar os clientes certos com a mensagem certa não é mais um sonho impossível, mas uma realidade bem possível.

Os clientes certos: saiba quem você está buscando

Como proprietário de uma pequena empresa, você sabe que a verba de marketing é valiosa e, assim, conhecer seu nicho é fundamental. Como você identifica as pessoas que podem se beneficiar do seu produto ou serviço? Examinar seus clientes atuais é um bom ponto de partida. Quem compra na sua loja física? Quem compra no seu site? Quem clica mais nas suas campanhas de e-mail e anúncios digitais?

"Buscar os clientes certos  com a mensagem certa  no lugar certo  não é mais um sonho impossível, mas uma realidade bem possível."

Responder a estas perguntas requer pesquisa de mercado, um processo que varia de uma simples pesquisa qualitativa a uma análise quantitativa profunda. Uma abordagem fácil e de baixo custo é enviar questionários para seus clientes atuais usando uma das muitas ferramentas on-line disponíveis, como SurveyMonkey ou Zoomerang.

Logicamente, seus produtos ou serviços serão atraentes mais para alguns clientes do que para outros. Assim, conheça seus clientes e segmente seu mercado com fatos concretos:

  • Dados demográficos: dados estatísticos, incluindo níveis de renda, idade, localização.
  • Dados psicográficos: as atitudes de um determinado segmento demográfico.
  • Hábitos de consumo: como, o que e onde os clientes compram produtos e serviços.

Estenda sua pesquisa para o mundo físico também, para ter outra perspectiva. Converse pessoalmente com seus clientes e pergunte do que eles gostam e do que não gostam sobre o que você oferece e sobre como faz isso. Relacione-se com pequenas empresas locais em eventos e converse sobre como elas identificam e alcançam a base de clientes.

A tecnologia certa: ferramentas para ajudar você a conectar-se com os clientes e mantê-los 

Não sabe ao certo como ou onde seus clientes falam sobre sua marca? Ou como seus clientes se sentem com relação ao seu produto ou serviço? As ferramentas a seguir são comprovadamente ótimas para manter as pequenas empresas organizadas, transmitir sua mensagem, interagir com eficácia, ouvir o feedback social e avaliar os resultados:

GOOGLE ALERTS.
É eficaz, simples e, mais importante, GRATUITO! O Google Alerts permite que você defina critérios de pesquisa para tópicos específicos. Quando a pesquisa aparece, você recebe uma notificação e um link para o resultado da pesquisa. É uma ótima maneira de encontrar os pontos cruciais onde os clientes em potencial estão investindo seu tempo. Isso pode ajudar você a focar seus esforços nessas áreas.

HOOTSUITE.
Uma das ferramentas de monitoramento de mídias sociais mais comuns, o Hootsuite permite que você monitore conversas sobre sua marca em todas as plataformas de mídias sociais. Basta adicionar suas redes e digitar as palavras-chave para ter feedback em tempo real no Twitter, Facebook, LinkedIn, Google+ e mais. É fácil compartilhar com outros em sua empresa as conversas relevantes que você descobre. Versões gratuitas, profissionais e corporativas estão disponíveis.

SPROUT SOCIAL.
O Sprout Social permite que você veja todos os seus perfis em um painel, acompanhe seguidores, agende/publique posts e gere relatórios. Ele até mesmo organiza tarefas a serem executadas. Qualquer medo de se aprofundar nas mídias sociais para envolver clientes logo termina graças à facilidade de uso. Assim que você decide a proposta de valor da sua empresa e está pronto para testar mensagens, o Sprout Social simplifica a análise e a entrega de mensagens.

SALESFORCE.
Líder em gerenciamento de relacionamento com o cliente, o Salesforce permite que você ofereça suporte para cada etapa da sua cadeia de vendas, do marketing ao atendimento ao cliente. E-mails, bate-papo ao vivo, gerenciamento de mídias sociais e outros recursos de contato com o cliente são hospedados em um aplicativo central baseado na nuvem, o que significa que você pode levar seu suporte ao cliente com você em qualquer lugar. Com preços pensados para startups e empresas da Fortune 500, o Salesforce permite que você personalize as ofertas de acordo com suas necessidades.

NIMBLE.
Você já é bastante responsivo com seus clientes, mas quer melhorar sua experiência? O Nimble ajuda você a classificar e responder ao grande volume de e-mails dos clientes e, ao mesmo tempo, integra contatos, mídias sociais e sua agenda em um portal prático. Ele integra-se a outros produtos de software e ferramentas familiares como o Gmail para facilitar ainda mais sua vida. Preços flexíveis e uma avaliação gratuita facilitam experimentar essa ferramenta.

KISSMETRICS.
Você conhece mesmo as pessoas que acessam seu site? É claro que o Google Analytics é bem impressionante, mas e se você pudesse ajustá-lo para saber mais? Conheça o KISSmetrics. Dê as boas-vindas aos visitantes com base em como eles chegaram ao seu site, seja por meio do seu marketing ou de uma fonte de indicação. Estimule-os durante a visita com incentivos baseados no comportamento deles. Você pode até mesmo oferecer a um visitante que parou na compra de uma oferta especial para trazê-lo para a conversa. Preços escalonados facilitam a percepção do valor de um investimento que é confortável, e uma avaliação gratuita alimentará sua curiosidade com a experiência da vida real.

O pensamento certo: Growth Hacker 

Agora que você conhece seus clientes em potencial e tem ferramentas para encontrá-los e envolvê-los, é hora de elaborar uma mensagem que atraia esse público. Conseguir isso requer criatividade e a vontade de explorar novos territórios. Sean Ellis, um importante colaborador de marketing em grandes negociações como Dropbox, Eventbrite, LogMeIn, Lookout e Uproar, cunhou o termo "Growth Hacker". Resumidamente, hackear o crescimento envolve repensar como e por que sua empresa é relevante para os consumidores e envolvê-los em um nível humano.

Veja três dicas para pensar como um hacker de crescimento:

BOM CONTEÚDO = CONEXÃO COM O CLIENTE.
O que seus produtos e serviços oferecem que tornarão a vida do cliente mais fácil, melhor e mais gratificante? Elabore ou faça curadoria de conteúdo que mostre que você tem isso. Garanta que os artigos, posts no blog, infográficos e vídeos que você posta satisfaçam as necessidades dos seus clientes e expressem o valor que você agrega sem ser vendedor demais.

SEU VALOR É SER VALIOSO.
Segmente conscientemente seus esforços de mídias sociais para clientes atuais e em potencial. Enviar sua mensagem é muito menos agradável do que oferecer soluções. Esforços de educação e interações sociais significativas podem contribuir muito para consolidar sua proposta de valor na mente do público.

ACOMPANHE E TESTE. NÃO ADIVINHE.
Teste diferentes plataformas como um canal de leads de vendas, uma rede social ou e-mail. Utilize ferramentas de tecnologia para criar um painel que permita que você veja a resposta de cada mensagem enviada. Use os resultados dos seus testes para decidir o que funciona melhor para sua empresa. Por exemplo, você pode obter mais resultados com cliques para seu site com mensagens no Twitter do que com anúncios por e-mail ou no Facebook. Aprenda com seus piores testes e ajuste sua trajetória de acordo com isso.

Um cenário preciso dos clientes segmentados, conhecimento sólido sobre como eles navegam e maneiras de mirar nesses locais, e uma proposta sólida de mensagem podem colocar sua pequena empresa na posição ideal para alcançar o sucesso. Acompanhar de perto as menções da sua empresa nas mídias sociais mantém você conectado com conversas em tempo real, ajuda a compreender como os clientes percebem você e permite que você adapte sua mensagem e modelo. Agora só é preciso decidir se vai manter as coisas como estão ou se vai fazer valer a pena se conectar com as pessoas que mais importam: seus clientes.