Compras 4.0: estratégias e novas tecnologias
 

Compras 4.0: estratégias e novas tecnologias

 

Uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) revelou que entre 2016 e 2018, o número de empreendimentos que utilizam pelo menos uma das tecnologias da era 4.0 subiu 10%, de 63% para 73%.  Apesar disso, apenas 48% delas planejam investir na digitalização dos negócios, o que inclui o setor de compras. No entanto, empresas que já evoluíram para a era das compras 4.0 saem na frente de seus concorrentes.

Essas tecnologias são capazes de modificar os processos de trabalho, otimizando as operações para que os profissionais tenham um papel mais estratégico, e tarefas mecânicas e manuais sejam automatizadas.

Neste artigo, você vai conhecer as principais tecnologias que estão causando uma verdadeira revolução na área de compras e qual o impacto que a transformação digital está gerando no setor. Continue a leitura e saiba mais!

Compras 4.0 — entenda esse novo conceito

A tendência 4.0 é uma era caracterizada por tarefas cada vez mais automatizadas e processos digitalizados, o que abre uma ampla margem para a empresa inovar em produtos e serviços. São avanços trazidos pela transformação digital, principalmente no que se refere à adoção de ferramentas de big data e análise de dados.

Por meio dessas tecnologias na área de compras, é possível ter acesso a dados importantes sobre fornecedores, disponibilidade de insumos, custos, entre outras informações que podem ajudar os profissionais a tomar decisões eficientes que reduzem custos e aprimoram a qualidade do atendimento. Assim, é possível que a empresa se posicione de forma mais vantajosa em negociações e se adapte rapidamente para garantir melhores oportunidades, como busca de novas fornecedores.

Transformação digital na área de compras — do operacional ao estratégico

Com essas novas tecnologias digitais, o setor de compras apresenta uma tendência muito forte para o autoatendimento. As operações são automatizadas, agilizando a tomada de decisões.

E essa revolução não se refere à adoção de tecnologias básicas de gerenciamento, que fazem parte ainda da era 3.0, como sistema de gestão de fornecedores ou leilão de compras. Na verdade, elas são a base para o cenário 4.0. As soluções dessa nova era são mais dinâmicas e proativas para gerar dados que norteiem as decisões. A era Compras 4.0 dá um papel mais estratégico ao setor, com foco no consumidor e maior integração com fornecedores.

No cenário atual, muitas empresas nem utilizam ainda soluções importantes da era 3.0. Dessa forma, estão muito pouco preparadas para o próximo passo. Em seu baixo nível de maturidade, telefonemas, e-mails e pilhas de papéis ainda são ferramentas comuns. Isso reduz consideravelmente sua competitividade no mercado.

Por outro lado, as tecnologias e estratégias do contexto 4.0 se baseiam em automação, digitalização e geração de relatórios gerenciais para decisões mais eficientes. Trata-se de processos mais complexos que garantem integrações que garantem a comunicação entre softwares e sistemas de diferentes empresas, com uma abrangência ainda maior.

As principais tecnologias para compras 4.0

As tecnologias que mais impactam a era compras 4.0 são a Internet das Coisas (IoT), Inteligência Artificial com machine learning e blockchain. É verdade que há outras ferramentas, como realidade aumentada, realidade virtual, drones e impressoras 3D, mas as primeiras permitem aplicações mais amplas.

Quando essas tecnologias são combinadas, permitem ao setor avanços de automação incríveis. Por exemplo, com uso da big data ligado à inteligência artificial e ao aprendizado de máquina (machine learning), é possível estimar previsões de demanda de insumos e fazer pedidos automáticos ao fornecedor.

Com a previsão de demandas mais exata, o fornecedor, por sua vez, aprimora a qualidade da fabricação, o que se reflete em custos menores.

Outra aplicabilidade da tecnologia na era compras 4.0 é a internet das coisas por meio de etiquetas de RFID (Identificação por Radiofrequência ou Radio-Frequency Identification, em inglês). Esses dispositivos já são utilizados para controlar a entrada e saída de mercadorias do armazém, inventários e rastreamento.

O novo perfil do profissional 4.0

Certamente, o profissional de compras precisará de um novo perfil. Ao passo que as novas ferramentas vão facilitar algumas tarefas, elas substituirão o ser humano em algumas operações mais mecânicas.

O novo profissional será alguém com um bom entendimento sobre dados e boa comunicação com profissionais de inteligência artificial e internet das coisas. Deverá testar e validar novas tecnologias e contribuir para o aprimoramento das aplicações.

O comprador terá a responsabilidade de manter um bom relacionamento com fornecedores e parceiros na busca de novas soluções, matérias-primas, equipamentos e oportunidades no mercado. Assim, suas funções deixam de ser operacionais para atuar de forma estratégica e gerar valor ao negócio.

Na era Compras 4.0, o setor será otimizado a um nível nunca antes visto. Mais dinâmico, ágil, estratégico e eficiente. Com essas novas tecnologias, será uma área cada vez mais relevante e importante para as empresas ganharem competitividade no mercado.

Quer saber mais sobre como as novas tecnologias podem garantir melhores resultados na sua empresa? Faça uma cotação no nosso site, ou entre em contato conosco pelo número 0800 536-6861.