Eficiência
Como a realidade aumentada e a realidade virtual estão transformando negócios

Como a realidade aumentada e a realidade virtual estão transformando negócios

Descubra as semelhanças e diferenças entre Realidade Aumentada e Realidade Virtual e entenda como essas tecnologias estão impactando vários setores.

 

A tecnologia sempre foi o foco de atenção do mercado, pois ela tem o poder de mudar a realidade dos negócios, podendo criar novas possibilidades e mudar a forma como os clientes se relacionam com produtos, serviços e empresas.

Agora, os clientes têm a chance de viver uma experiência completamente nova através da realidade virtual e da realidade aumentada, duas tecnologias distintas, mas que viraram tendências tecnológicas que pequenas e médias empresas precisam acompanhar nos próximos anos.

É importante ressaltar que apesar de servirem para propósitos distintos, as duas tendências de TI, quando combinadas, realizam uma verdadeira transformação digital nos negócios.

Realidade Aumentada x Realidade Virtual: semelhanças e diferenças

Sistemas computacionais e programas que se valem da realidade aumentada têm o poder de inserir objetos digitais em uma visão de câmera do mundo real, com base em informações da cena que está na visão da câmera. Com isso, um universo de possibilidades se abre em todos os mercados, da moda à construção civil e até mesmo na gestão escolar.

A realidade virtual, por sua vez, é o oposto da realidade aumentada. Ela tem a capacidade de inserir objetos do mundo real em um ambiente digital. É desenvolvida por programas poderosos, com recursos visuais avançados e interatividade entre humanos e sistemas virtuais.

As duas tecnologias propõem um mundo totalmente novo, onde as telas ganham um novo significado para as empresas, com informações integradas e novas experiências para os clientes.

A realidade virtual pode ser grande em breve. A realidade aumentada pode ser maior ainda, podendo se tornar um mercado de 120 bilhões de dólares, em 2020, segundo um estudo da digi-capital.

As realidades virtuais são as únicas plataformas que permitem projetar informações digitais no espaço físico, integrando o real ao virtual. E, para alguns mercados, isso significa uma verdadeira revolução e uma oportunidade para as PMEs obterem sucesso na economia digital.

O engajamento de clientes com produtos é o elemento-chave para as empresas, com a capacidade de desenvolver relacionamentos duradouros e lucrativos, pois juntas, as tecnologias fazem com que os clientes se envolvam com a empresa de forma ativa, aprendendo e interagindo com os produtos e serviços.

Mundos virtuais, experiências reais

A realidade aumentada e a realidade virtual estão se tornando mais acessíveis e mais presentes no dia a dia dos negócios. Com isso, pequenas e médias empresas estão entrando na corrida para desenvolver novas práticas de usar as tendências de TI em prol dos seus objetivos.

À medida em que a realidade virtual e a aumentada se tornam economicamente mais viáveis, novas oportunidades de engajamento com produtos estão nascendo. Neste sentido, podemos destacar possíveis experiências para alguns mercados.

Construção Civil

Na engenharia e construção civil é possível fazer uso das tecnologias de realidade aumentada em quase todas as etapas do projeto e até mesmo como forma educativa nas universidades. Na elaboração de um projeto, por exemplo, pode-se verificar o resultado final no ambiente real e verificar alguns aspectos de dimensões e compatibilidade. Já imaginou como seria ver um prédio construído, antes mesmo de o projeto sair do papel?

Arquitetura

Arquitetos e designers de interiores podem visualizar e mostrar para os seus clientes como ficará um projeto por meio de aplicações de realidade virtual. Com um simples aparelho acoplado a um celular, é possível visualizar móveis, colunas e outros recursos virtuais, simulando alterações no mundo real.

Saúde

A área da saúde pode ser extremamente impactada também por aplicações de realidade aumentada. Cirurgiões podem ter uma visão interna do corpo humano, sem necessidade de cirurgia para identificar um problema, usando recursos avançados de computação gráfica. Além disso, estruturas corporais podem ser visualizadas em salas de aula sem a necessidade de corpos ou modelos vivos na universidade.

Educação

Existem grandes expectativas quanto à realidade virtual e à aumentada integradas à educação. Com o avanço das duas tecnologias, é possível que alunos consigam aprender através de simulações ou ambientes virtuais. Essas novidades terão um impacto especialmente forte na educação profissionalizante.

Alunos de nível universitário chegam cada dia mais próximos de conseguir estudar através de modelos virtuais. Isso traria inúmeras inovações para áreas como Engenharia, Medicina, Farmácia e Química, sem contar as facilidades no campo da pesquisa.

Entretenimento

O entretenimento também vem dando passos em direção ao uso das realidades aumentadas e virtuais nos últimos anos. Videogames parecem ser os mais ousados, dando início a uma era de alta interatividade entre o mundo dos jogos e a realidade. Apesar das tentativas até agora parecerem um pouco amadoras, é evidente que logo a realidade virtual será essencial para os jogos.

Conforme os equipamentos para esse tipo de tecnologia se tornam mais acessíveis, os jogos também vão mudando. Aos poucos, a interatividade no entretenimento deve ser tornar regra em todas as áreas, desde música até cinema e artes visuais.

Conclusão

As possibilidades da realidade virtual e da aumentada são inúmeras em todos os campos da economia, podendo gerar uma revolução na maneira como a sociedade interage com a tecnologia e as empresas. Agora, basta desenvolver cenários, usando a criatividade para engajar o público de forma única e exclusiva.

E você, como acha que a realidade virtual e a realidade aumentada vão influenciar as diversas áreas de negócios? Deixe sua opinião nos comentários e contribua com esse debate!