Sharing is Caring
 

Compartilhar é cuidar: os benefícios do acesso gerenciado pelo usuário

Algumas das maiores empresas do mundo descobriram que manter e aumentar a confiança do cliente está ficando cada vez mais difícil, especialmente quando atuam como guardiões dos dados pessoais dos clientes.

Veja o que aconteceu com a Spotify em agosto passado quando o serviço de música ajustou sua política de privacidade: os usuários foram às mídias sociais para compartilhar suas suspeitas e ameaçaram mudar para outros serviços. Se você administra uma pequena empresa, tem menos margem para erro. Nesta economia digital, uma das formas mais ignoradas de ganhar a confiança do cliente é o esforço que você coloca para proteger suas informações.

Com as notícias anunciando grandes vazamentos de dados, violações de segurança, vigilância do governo e atividades de invasão, os consumidores tendem a ser mais relutantes do que nunca para compartilhar suas informações pessoais. Se a sua empresa não consegue dar uma boa noção de como os dados serão protegidos e dos usos futuros dos dados compartilhados, por que os consumidores lhe dariam uma chance?

A maioria das empresas tende a se concentrar somente na proteção de dados para conformidade com privacidade, mas elas estão perdendo uma oportunidade estratégica. A implementação da /"tecnologia de consentimento/" para permitir aos clientes controlar o compartilhamento de dados por conta própria é a chave para criar um relacionamento de confiança. Dependendo da natureza dos serviços online que a sua empresa apresenta e dos parceiros com os quais trabalha, compartilhar cenários pode envolver dados simples de perfil do usuário, listas de desejos de compras, tamanhos de roupas, preferências de viagens e outros dados. Permitir que os consumidores controlem o compartilhamento desses dados com outras pessoas ou empresas pode levar não apenas a novas oportunidades de marketing e gerar maior confiança no cliente, mas, possivelmente, a um regime de conformidade mais forte, devido ao papel mais importante do consentimento nas novas regulamentações de proteção de dados da UE.

UMA: Um padrão de última geração

A próxima geração de padrões de privacidade e segurança está começando a surgir e está sendo implementada em setores como TI para saúde voltada ao paciente a fim de ajudar a resolver este problema. Um padrão importante está se destacando: o User-Managed Access (acesso gerenciado pelo usuário), ou UMA. UMA é um protocolo da Web criado pela Kantara Initiative. Considere o UMA como um guardião digital que permite a um consumidor gerenciar, definir e monitorar preferências de compartilhamento detalhadas sobre seus dados a partir de várias fontes. Os consumidores podem escolher quem vê os dados, qual tipo de dado é enviado e por quanto tempo podem ser acessados.

 

 

Uma das empresas que dá suporte ao UMA é a ForgeRock, uma empresa de software livre com sede em São Francisco. Eve Maler, vice-presidente de inovação e tecnologia emergente da ForgeRock, e fundadora e presidente do grupo de trabalho Kantara UMA, comenta: /"Moldar relacionamentos digitais de confiança com clientes não é mais uma opção, e sim importante para tornar a tecnologia de consentimento para adicionar API e ecossistemas de aplicativos o mais simples possível por meio de padrões. Temos orgulho em ter fornecido a primeira plataforma de identidade completa que dá suporte ao padrão UMA/".

Eis a situação: ganhar a confiança do cliente exige que as empresas atuem de forma confiável. Parece uma equação simples.