Como evitar ciberataques com os funcionários em home office
 

Como evitar ciberataques com os funcionários em home office

Além de disponibilizar todas as ferramentas para manter a produtividade dos funcionários, os departamentos de TI das empresas também tiveram de se preocupar com outra situação quando a pandemia começou: os ciberataques.

Os crimes cibernéticos, ou crimes virtuais, são fraudes cometidas na internet que visam, principalmente, o roubo de dados como senhas de banco, números de cartões de crédito, entre outras informações sigilosas.

Em 2018, 70 milhões de brasileiros foram vítimas de ataques cibernéticos. Já em 2020, foram registradas mais de 8,4 bilhões de tentativas de ciberataques no Brasil, de um total de 41 bilhões em toda a América Latina e Caribe.

Segundo o estudo, somente nos meses de outubro, novembro e dezembro, foram 5 bilhões de tentativas de ataques no país. E-mails phishing e arquivos malware baseados em sites da web foram alguns dos tipos mais comuns de ataques.

As empresas não protegem seus funcionários

Segundo pesquisa da Avast, 58% dos funcionários no Brasil não recebem suporte tecnológico ou orientações devidas de segurança de suas empresas para o trabalho remoto. O levantamento foi realizado com usuários brasileiros do programa.

A sua empresa, porém, não precisa estar nesse índice. Vamos começar mostrando os principais tipos de ciberataques, depois falamos sobre as consequências para o seu negócio e como evitar esses problemas.

Os principais tipos de ciberataques

A proteção começa pelo conhecimento!

Malware

Esse é o tipo de ataque mais comum. O malware é um software de computador criado para prejudicar a performance do equipamento ou executar operações não solicitadas pelo usuário. O malware se propaga através de programas ilegais, documentos infectados ou e-mails falsos

Ransomware

O ransomware pode desde interromper o seu trabalho até roubar informações estratégicas da sua empresa. O ransomware criptografa os dados do equipamento e obtém controle total do dispositivo. A liberação costuma ser feita após o pagamento de um “resgate” por parte do dono do aparelho.

Phishing

O phishing é a forma mais comum de roubo de dados e tem como objetivo roubar logins e senhas de e-mail e até de contas bancárias. O usuário é levado à uma página falsa, onde acontece o roubo das informações.

Esses são apenas alguns dos ataques cibernéticos existentes. Clique aqui e conheça outros tipos.

As consequências para os negócios

Os crimes virtuais podem trazer diversos problemas para as empresas. 

Entre os principais estão: perda direta de ativos; vazamento de informações de clientes; roubo de dados sigilosos; invasão à rede privada; comprometimento da infraestrutura de TI; fraude eletrônica; interrompimento das operações. 

Todos esses problemas trazem prejuízos financeiros e também para a gestão do negócio como um todo.

Leia também: 5 falhas de segurança digital mais comuns em PMEs

As dicas para evitar ciberataques em home office

Diminua o risco de ataques ao seu negócio seguindo as dicas abaixo.

Instale antivírus em todas as máquinas

Instalar um bom antivírus em cada desktop ou notebook é o primeiro passo para garantir a segurança digital das empresas, ainda mais se os equipamentos utilizados forem pessoais.

Existem diversas opções de antivírus gratuitos. Os computadores com Windows 10, por exemplo, já vem com o Windows Defender pré-instalado. Porém, para uma proteção ainda maior, o ideal é investir em programas pagos.

Prefira senhas fortes

Fuja de senhas óbvias! O indicado é criar senhas fortes e ativar a verificação em duas etapas em todas as suas atividades no mundo virtual. Não se esqueça de trocar suas senhas antigas e, na hora de atualizá-las, use e abuse de letras, números, símbolos e até frases longas

Você também pode trocar a senha do roteador, que costuma ter uma senha padrão do fabricante. Esses códigos, porém, são amplamente conhecidos pelos cibercriminosos. Clique aqui e saiba como.

Atualize hardware e software

Algumas pessoas utilizam seus próprios equipamentos durante o trabalho remoto. Muitas vezes, são PCs antigos, com Windows 7 ou Windows XP, que já não recebem mais atualizações da Microsoft.

Portanto, se esse for o seu caso, você precisa urgentemente atualizar seu sistema operacional, ou comprar uma máquina nova. Utilize sempre desktops, notebooks e aplicações atualizadas para evitar problemas, que podem acontecer em versões de equipamentos e softwares desatualizados.

Cuide dos periféricos

É extremamente difícil proteger um malware quando ele é conectado diretamente ao computador, por isso evite pen drives e HDs externos, porque esses dispositivos podem estar infectados

Prefira salvar e armazenar seus dados e informações na nuvem, uma prática segura e que otimiza o trabalho das equipes.

Faça backups constantes

Como citamos acima, o armazenamento em nuvem é ideal para armazenar, criar, editar e compartilhar documentos, planilhas e outros registros importantes, com facilidade e segurança. Porém, além de preferir a nuvem, você precisa também fazer backups constantes dessas informações. 

Algumas opções são Google Drive, One Drive e Dropbox. Para empresas, existem planos com 2TB de espaço até volumes ilimitados. 

A segurança de ponta a ponta de ThinkShield

Com ThinkShield, a Lenovo oferece as mais avançadas medidas de segurança do mercado, com um portfólio que combina inovação, processos e parcerias para qualquer empresa.

Durante todo o ciclo de vida de nossos dispositivos, a nossa prioridade é proteger a sua empresa, desde o desenvolvimento até a substituição de cada produto. 

Baixe nosso e-book e saiba como proteger seus dados de negócio e clientes com ThinkShield. Agradecemos a leitura e até a próxima!